Fase de socorro do INEM melhorou nos últimos anos

INEMO INEM – Instituto Nacional de Emergência Médica, detém um Sistema Integrado de Emergência Médica com a denominada estrela da vida composta por seis fases.

“A estrela da vida é a estrela que em Portugal identifica o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), cada uma das suas pontas, que são seis, representam uma das fases do sistema integrado de emergência médica”, começa por referir Pedro Costa enfermeiro de VMER, formador do INEM e operacional de helicóptero.

“A primeira fase é a de deteção, quando alguém deteta a necessidade de ajuda a outro alguém; depois a fase do alerta; o pré-socorro; depois a quarta fase deste sistema: a fase do socorro; depois a quinta fase que é a do transporte para uma unidade hospitalar e a última fase deste sistema integrado de emergência médica é a fase do tratamento intra-hospitalar definitivo”, enumera Pedro Costa.

Segundo o enfermeiro e formador, a fase de socorro foi a que mais melhoras teve nos últimos anos: “aquilo que melhorou bastante nos últimos anos é a fase do socorro, ou seja, implica equipas com o mínimo de diferenciação a prestar socorro às pessoas, de facto nos últimos anos houve um crescimento não só em qualidade mas também em quantidade dos meios de socorro à disposição da população a nível nacional, com o aumento das redes de ambulâncias e alargamento da rede do serviço de helicópteros”.

De acordo com Pedro Costa, o Sistema Integrado de Emergência Médica anda revela “alguns aspetos a melhorar mas notam-se progressos no que diz respeito a meios de transporte de emergência médica”.