Festival de Fotografia origina exposição em Arronches

No âmbito do Festival Internacional de Fotografia de Arronches, denominado ‘iN’Arronches’, a galeria do Convento de Nossa Senhora da Luz encontra-se, até 14 de julho, decorada com um conjunto de obras fotográficas, elaboradas por seis artistas de várias nacionalidades.

O certame foi inaugurado a 15 de junho, com o presidente da ‘iNstantes – Associação Cultural’, António Lopes a apresentar-se perante o público ao lado do executivo autárquico local, no caso representado pelo presidente e pela vereadora do Município, respetivamente João Crespo e Maria João Fernandes.

Foi justamente o presidente da Câmara Municipal que começou por dar as boas-vindas a toda a assistência antes de fazer um elogio às notáveis obras que compõem esta mostra, que deixa o edil bastante satisfeito e orgulhoso, até pela grande projeção e visibilidade que esta iniciativa dá a Arronches. João Crespo exprimiu votos de que esta exposição possa ser apreciada por muitos visitantes, pela qualidade evidenciada, à semelhança de outras que já passaram pelo espaço e que são para continuar, cumprindo assim um dos propósitos após a recuperação do templo. Finalmente, o autarca agradeceu a Miguel Machado, elo de ligação entre a autarquia e a associação.

Por sua vez, o presidente da coletividade iniciou o seu discurso com palavras de agradecimento ao Município pela oportunidade, explicando desde logo em que consiste a associação que lidera, a qual conta com mais de 160 sócios de 10 países e cujo objetivo principal é a divulgação da arte fotográfica. António Lopes manifestou depois a sua gratidão pela presença de sócios oriundos de várias zonas do país, explicando que estes eventos são importantes até pelo impacto causado na região. O diretor defende que esta permite abordar os mais variados temas e tem a capacidade de ultrapassar fronteiras. Por fim, antes de expressar o desejo de ver as escolas a trabalhar em fotografia e de convidar os presentes a visitar toda a exposição, António Lopes explicou a mesma, falando dos seis autores, no caso a argentina Ana Robles, o brasileiro Milton Ostetto, a espanhola García de Marina, a iraniana Sherry Akrami e os portugueses Fernando Correia da Silva e Raúl Silva Pereira.