Surto de Covid com cerca de 28 infetados na Cruz Vermelha de Elvas

O Centro Humanitário de Elvas da Cruz Vermelha Portuguesa volta a enfrentar um surto de Covid-19, depois de identificados um total de 18 infeções entre utentes e cerca de dez funcionários.

Os casos positivos entre os utentes, de acordo com a diretora da instituição, Isabel Mascarenhas, foram detetados no decorrer das regulares testagens efetuadas, “de acordo com aquilo que está normalizado com a Direção-Geral da Saúde”. “Os casos têm sido identificados, ao longo das semanas, durante o mês de dezembro e de janeiro, mas com maior incidência neste mês de janeiro”, adianta.

Dos utentes que estão infetados, 13 são dos Cuidados Continuados e cinco da Estrutura Residencial Para Pessoas Idosas (ERPI). Quanto ao estado de saúde destes utentes, Isabel Mascarenhas não avança com informações, assegurando que essa é divulgada apenas, de forma diária, às famílias. “Todo o estado clínico das pessoas é transmitido, diariamente e diretamente, às famílias”, assegura.

Entre os funcionários da Cruz Vermelha, há também cerca de uma dezena de infetados com Covid-19: “alguns estavam ao serviço; outros não estavam ao serviço e foram identificados antes de entrar ao serviço, pelo que já não iniciariam a sua atividade; e outros comunicaram que tinham estado em contacto com alguém que estava positivo”, revela Isabel Mascarenhas.

De recordar que, já no final de outubro de 2020, o Centro Humanitário de Elvas da Cruz Vermelha Portuguesa enfrentou um surto de Covid-19, resolvido em dezembro do mesmo ano, após a infeção de 20 utentes e oito funcionários.