Dia Internacional para a Eliminação da Violência Doméstica

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima assinala hoje, 25 de novembro, o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, promovendo a campanha de sensibilização “No means no” — conceito criativo de Constança Caixinha — e associando-se a diversas iniciativas.

Esta campanha tem como ponto de partida frases comuns no discurso popular, como a conhecida “entre o marido e a mulher não se mete a colher”, e pretende desconstruir estas ideias, reforçando a importância de estarmos atentos e conscientes de que cabe a cada um de nós fazer a diferença.

Em paralelo, a APAV associa-se a diversas iniciativas, entre outras: caminhada “Diz não à violência!”, em Braga, com um percurso no centro histórico da cidade, percorrendo algumas das suas principais artérias; e exposição “Dar voz ao silêncio”, em Salvaterra de Magos, na Biblioteca Municipal.

A APAV é uma das organizações que se associaram à secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, e à Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, nesta campanha de sensibilização de âmbito nacional, que se encontra a decorrer nos meios de comunicação tradicionais e digitais.

A APAV marca presença na Marcha Pelo Fim da Violência contra as Mulheres, em Lisboa, que terá início às 17h30 no Largo do Intendente. O Observatório de Mulheres Assassinadas revelou esta semana as estatísticas preliminares de 2021, que dão conta de 23 mulheres assassinadas este ano, 13 delas em contexto de relação de intimidade; há ainda o registo de 50 tentativas de assassinato. Esta marcha visa chamar a atenção para este número e para a violência de género que continua a dominar a sociedade.