Com 8 elementos infetados Bombeiros de Campo Maior garantem já serviço pré-hospitalar

MiguelCarvalhoO Quartel dos Bombeiros de Campo Maior, onde na semana passada surgiu um surto de covid-19, e “no total 14 bombeiros foram infetados”, tem agora “8 pessoas infetadas, uma vez que alguns já recuperaram da doença”.

Uma informação confirmada pelo comandante da corporação campomaiorense, Miguel Carvalho, que adianta ainda que “nenhum bombeiro, mesmo depois de cumprir os 10 dias de isolamento e ter alta médica irá regressar ao quartel sem um teste negativo, pelo perigo que implica no trabalho que é desenvolvido diariamente, como é caso do serviço pré hospital e de transporte de doentes”.

No total, até à data o número de infetados no seio da corporação campomaiorense foi de 14 pessoas, sendo que aos poucos alguns vão recuperando, explica o comandante que mantém a esperança que no final deste mês, possa já existir normalidade no quartel.

Neste momento a corporação tenta já retomar alguma normalidade, tendo em conta os elementos que não foram infetados e os recuperados. Desde ontem que já conseguem “manter duas equipas durante o dia no serviço de pré- hospitalar, durante 12 horas, e quando possível haverá outra equipa durante a noite”, para este tipo de serviço, refere Miguel Carvalho.

O comandante da corporação campomaiorense aproveitou ainda para agradecer às corporações do distrito, que durante este tempo garantiram o socorro à população de Campo Maior. Miguel Carvalho agradece também, em particular, à corporação dos Bombeiros de Elvas que têm sido um parceiro incansável, e exemplar, enviando um “abraço de carinho e amizade pelo profissionalismo que demonstraram a todos os campomaiorenses”.

Corporação dos Bombeiros de Campo Maior, que dos 14 casos positivos registados, apenas oito estão ativos.