Câmara de Elvas e Paróquia acordam nova sede dos escuteiros em Elvas

Mocinha2A Câmara Municipal de Elvas e a Fábrica Paroquial de Santa Luzia assinaram recentemente um protocolo com vista à realização de obras de melhoria na Igreja de Santa Luzia.

A intervenção inclui a construção da nova sede do Agrupamento 158 de Elvas do Corpo Nacional de Escutas, que ficará localizada nas imediações da Igreja, dotando-os de excelentes condições para as suas atividades.

Nuno Mocinha, presidente da Câmara de Elvas, explica que a autarquia decidiu avançar com o projeto para este nova sede, depois do município ter chegado a atribuir ao agrupamento umas outras instalações, mas que acabaram por não ser as melhores. “Em tempos, deliberamos esta situação, em termos de proporcionar aos escuteiros uma nova sede. Chegámos a atribuir umas instalações aos escuteiros, para substituir as atuais, que têm, mas não resultou. Eram uns antigos quartéis, que tinham muitas humidades, ainda que tenhamos feito uma obra substancial”, recorda o autarca.

Para levar a cabo a obra desta nova sede, que irá ficar situada junto à Igreja de Santa Luzia, é necessário proceder a uma alteração ao loteamento do Bairro de São Pedro. Com esta obra serão resolvidos ainda outros problemas, uma vez que será feito um alargamento do arruamento que dá acesso à Igreja a partir da Avenida do Colégio Luso Britânico, de forma a permitir a circulação de veículos nos dois sentidos; arranjos exteriores com a implementação de espaços verdes, assim como obras de melhoramentos na Igreja: pinturas, caixilharia, entre outros.

Com estas melhorias pretende-se dotar este templo religioso de melhores condições para os seus fiéis, permitindo transformar a sua envolvente num espaço mais aprazível e moderno.

Este projeto, como explica ainda Mocinha, resulta de uma parceria entre o município, os escuteiros e a Paróquia de Santa Luzia, sendo que o autarca dirige um agradecimento especial ao padre Ricardo Lameira e ao Arcebispo de Évora, por “viabilizarem esta intenção da Câmara Municipal”. “Faço votos para que esta tramitação legal se possa fazer rapidamente, para que possamos lançar o concurso para esta sede, também rapidamente”, acrescenta.

O protocolo para a realização de obras de melhoria na Igreja de Santa Luzia e a construção da nova sede do Agrupamento 158 de Elvas do Corpo Nacional de Escutas foi assinado no dia 23 de dezembro, pelo vice-presidente da Câmara, Cláudio Carapuça, e o padre Ricardo Lameira.