“Testar todas as funcionárias seria inviável”, garante Vitória Lérias

Lar Santa EulaliaCada teste PCR de despistagem à Covid-19 tem um custo de cerca de 101 euros e uma embalagem de 25 testes rápidos custa 200 euros. Estas verbas são suportadas na totalidade pelas instituições apoio a idosos e muitas delas não o consegue fazer.

Vitória Lérias, presidente da Comissão de Melhoramentos do Concelho de Elvas, instituição responsável pelo lar de Santa Eulália, garante que seria “inviável a instituição suportar os testes de 45 funcionárias. Já testámos as nossas funcionárias, por indicação da Segurança Social e da Autoridade Local de Saúde, quando vinham de férias ou baixa prolongada, mas regularmente não conseguimos”.

Como medida de prevenção, o lar de Santa Eulália “está a funcionar em espelho com as funcionárias a trabalhar cinco dias e folgar outros cinco. As visitas são à janela. Sempre que as condições meteorológicas o permitam, os utentes ficam no interior da instituição e os visitantes no exterior, à janela”.

O lar de Santa Eulália conta com 39 utentes em lar, 18 em apoio domiciliário e quatro em Centro de Dia, que ainda não reabriu.