Campo Maior com projeto piloto do Estatuto do Cuidador Informal

idososCampo Maior é um dos 30 concelhos que fazem parte dos projeto piloto, do Governo, previsto no âmbito do Estatuto do Cuidador Informal, que já começaram a ser implementados a partir do dia 1 de junho.

A partir desta data os cuidadores informais podem pedir este estatuto junto da Segurança Social. João Muacho, presidente da Câmara de Campo Maior afirma que “esta é uma medida que é vista com bons olhos, e felizmente que Campo Maior é um dos concelhos que está envolvido neste projeto piloto”, e para tal bastará que “todas as pessoas que estejam a ser cuidadoras informais se inscrevam junto da segurança social”. O presidente diz que “esta é uma forma de apoiar quem necessita e não têm os cuidados necessários no seu dia a dia”, assim, haverá um valor de referencia de 438 euros, em função dos rendimentos das famílias.

O Estatuto do Cuidador Informal foi uma grande batalha por parte daqueles que assumem esta função, e para João Muacho esta é uma forma de “apoiar e proteger aqueles que são cuidadores informais, porque muitas pessoas abandonaram o posto de trabalho e a sua vida mas também quem necessita dos cuidados dos mesmos”.

O presidente da Câmara de Campo maior explica que “os cuidadores informais podem pedir o apoio junto da Loja do cidadão em Campo Maior, e preencher os papéis que fazem falta e poder usufruir deste estatuto”. As medidas estão também disponíveis nas redes sociais e página web do município.

Aos cuidadores residentes em Campo Maior serão sinalizados profissionais de referência, das áreas da Saúde e da Segurança Social, que farão um Plano de Intervenção que inclui medidas de acompanhamento, aconselhamento, capacitação e formação para o cuidador.