Jaime Carmona: “a maior dificuldade é adaptação e cumprimento integral das regras”

JaimeCarmonaO próximo ano letivo, ao que tudo indica começará entre 14 e 17 de setembro. Os agrupamentos de escolas têm vindo a preparar este início de ano, tendo em conta a pandemia covid-19 e adaptando o espaço bem como estabelecendo novas regras de funcionamento dos estabelecimentos de ensino.

O ministério da Educação ainda não fez saber todas as diretrizes para este novo ano letivo, pelo que ainda imperam algumas dúvidas no seio dos agrupamentos em relação a algumas situações.

No Agrupamento de Escolas de Campo Maior, o diretor Jaime Carmona, afirma que “haverá desfasamento em entradas e saídas dos alunos, e serão criados percursos pelos estabelecimentos de ensino”. Quanto ao bar e cantina, o diretor explica que como haverá este desfasamento de horários, não existirão tantos alunos a frequentar ao mesmo tempo estes espaços, sendo que a cantina que tem mais alunos é a do Centro Escolas Comendador Rui Nabeiro.

Jaime Carmona diz que neste momento, “a maior dificuldade é adaptação e cumprimento integral das regras”.

O diretor tem ainda dúvidas como irão decorrer as aulas de TIC e educação física no agrupamento, porque “obviamente são situações particulares que também requerem atenção”, no entanto estas “são medidas estamos a pôr no papel e vamos esperar por mais diretrizes, estando atentos à situação”.

Os agrupamentos de escolas que se preparam, da forma possível, para o próximo ano letivo, que será diferente devido à covid-19, e que terá início entre os dias 14 e 17 de setembro.