Bandeira da Ética atribuída a “O Elvas” CAD é “um momento histórico”

_DSC0027“O Elvas” Clube Alentejo de Desportos recebeu esta segunda-feira, dia 20, a Bandeira da Ética, que certifica e promove os valores éticos na prática desportiva, inserida no Plano Nacional de Ética no Desporto.

A Bandeira foi entregue pelas mãos do diretor regional do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) no Alentejo, Miguel Rasquinho, que destaca que “este é um momento histórico, que representa um dos mais altos valores do IPDJ, que é fazer desporto, promover a prática desportiva, mas acima de tudo com ética e responsabilidade, como respeito pelo adversário e arbitragem”. Miguel Rasquinho afirma que esta bandeira traz “uma marca que o clube vai ostentar, mas também traz responsabilidade, para  que continuem a manter a bandeira”.

O clube “azul e ouro” foi o primeiro clube no distrito de Portalegre a obter esta bandeira, o que para Miguel Rasquinho  “é um incentivo” e “um exemplo” para outros clubes do distrito.

Já para João Carapinha, presidente da direção do clube, esta bandeira de Ética assume-se como “um reconhecimento do trabalho feito, um trabalho que está no caminho certo”, lembrando também a distinção pela Federação Portuguesa de Futebol com três estrelas de certificação, o que par si “é sinónimo de que os valores transmitidos são os corretos, e para além de termos atletas a praticar desporto acrescentamos valores cívicos e éticos, ou seja, para além de formar atletas formamos essencialmente pessoas”. Carapinha espera que “mais clubes possam seguir o exemplo de “O Elvas”, porque o caminho é formar pessoas”.

Tiago Afonso, vereador na Câmara de Elvas refere que estas situações são de “enaltecer” é “com muito orgulho que o município se associou” a esta cerimónia de entrega da Bandeira de ética”.

Foram vários os critérios para a obtenção desta bandeira, depois de uma candidatura o “Elvas” CAD teve que demonstrar comportamentos e atitudes de que existia ética no clube, nomeadamente com o combate a desigualdade social, igualdade de oportunidades, integração de minorias, evitar a descriminação, entre outros.