Campomaiorense aposta em formadores qualificados

Luis MaiaO fim forçado do futebol de formação devido à pandemia de covid-19 pode ter impacto a curto e médio prazo no desenvolvimento dos jovens.

Depois da Federação Portuguesa de Futebol cancelar os campeonatos nacionais de futebol e futsal dos escalões de formação, os jovens viram-se impedidos de continuar a praticar as modalidades.

Para Luís Maia, treinador do Sporting Clube Campomairense, “o futuro da formação passa por haver bons agentes formadores e com qualidade, de forma a tirar o melhor rendimento dos atletas”.