Covid-19 retira importante fonte de rendimento às Representações Fronteira

RepresentacoesFronteiraMuitas são as empresas, independentemente da sua dimensão, que se têm ressentido dos efeitos colaterais da pandemia Covid-19.

Com a proibição de ajuntamento de pessoas, as Representações Fronteira, em Elvas, que nos últimos anos se têm dedicado à organização de eventos, de acordo com o proprietário, António Dias, têm sentido um impacto “bastante forte”.

“O nosso negócio tem estado virado para a organização de eventos, receção de grupos, muito, no fundo, ligado ao turismo atual e novo de Elvas, onde vêm habitualmente pessoas de Espanha e de outros sítios de Portugal. Essa parte, que hoje é muito importante para nós, não se pode desenvolver, está suspensa, e está-nos a afetar fortemente”, revela António Dias.

Ainda assim, as Representações Fronteiras têm mantido a sua loja, na Estrada da Carvalha, em Elvas, aberta ao público. “No nosso espaço, para além de ser amplo e ter todas as condições de segurança obrigatórias, comercializamos produtos alimentares e temos estado a trabalhar nos horários normais”, adianta António Dias, lembrando que os vinhos continuam a ser a maior aposta da empresa.

Caso seja necessário, os clientes que não se possam deslocar à loja, podem fazer a sua encomenda através de contacto telefónico, email ou das redes sociais, para que, depois, a recebam em casa.