Arcebispo de Évora deixa mensagem de Páscoa

ArcebispoEvoraO arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho, deseja uma “Santa Páscoa para todos! Aleluia! Aleluia! O Senhor ressuscitou verdadeiramente! Ele venceu a morte, está vivo! Aleluia!”.

Saudação de Santa Páscoa a todo o Povo de Deus da querida Arquidiocese de Évora!

Luminosa Páscoa neste Ano 2020!

  1. Saudação Pascal, com muito apreço aos meus irmãos no Ministério Sacerdotal

Ordenado, os caríssimos Presbíteros; aos meus Irmãos Diáconos; a todos os Consagrados e Consagradas, às Contemplativas do Mosteiro de Nossa Senhora da Conceição em Campo Maior, e ao Mosteiro de Nossa Senhora do Rosário na Paróquia de Santo António do Couço.

Saudações Pascais a cada casal e a cada família cristã, aos meus irmãos e irmãs mais idosos: os avôs e as avós e, queira Deus, aos bisavôs e bisavós. Um Cumprimento Pascal muito afetuoso e carinhoso para vós, crianças, que sois netos, a alegria e o encanto dos vossos pais e avós, aí em casa. Vós sois as flores mais bonitas da sociedade e da Igreja!

A cada lar envio a Bênção Pascal: «Paz a esta casa e a todos os que nela habitam! Aleluia! Aleluia!».

Boas Festas Pascais a todos os que neste momento estão a trabalhar e a servir a sociedade numa cidadania comprometida e ao mesmo tempo profissional, corresponsável e pró- ativa. Permitam que saliente os que trabalham diretamente no combate contra o vírus COVID-19, nomeadamente no Hospital do Espírito Santo, em Évora, e no Hospital de Santa Luzia, em Elvas. A manifestação do nosso apreço a todos os médicos, enfermeiros, a todos os profissionais da área de saúde, aos farmacêuticos e a todos os voluntários hospitalares. A nossa Comunhão fraterna e solidária estende-se aos “Soldados da Paz”, os bombeiros voluntários com todos os que trabalham no transporte de doentes.

Sintam a proximidade e a oração do vosso Bispo com todos os que vivem em situação da espera de resultados ou se encontram em situação positiva confirmada, após a recolha das amostras feitas ao COVID-19. Acompanho-vos com Esperança e na certeza de que a vitória da vida vai acontecer em vós.

A minha Comunhão na Esperança das melhoras com todos os doentes e o abraço Pascal com grande Unidade a cada família preocupada com os seus doentes hospitalizados ou em domicílio.

Um abraço muito humano e repleto de Unidade às famílias que consolam e confortam os que estão de luto e os nossos sentidos pêsames a quem viu partir um ente querido pela inesperada morte.

Santa Páscoa para os presidiários dos estabelecimentos prisionais de Évora e Elvas, extensivos às suas direções, técnicos, funcionários e guardas prisionais.

  1. Unido às Comunidades Cristãs quero cumprimentar a Igreja Diocesana, as suas riquezas nos seus Ministérios e nos seus Serviços. Estou unido aos que se dedicam ao anúncio da Palavra. Através, do primeiro Ministério da Catequese pelo anúncio das belezas que o Bom Pastor revela às crianças e aos adolescentes. Rezo por todos os catequistas, incluindo os que fazem acompanhamento e rezam com os adolescentes e jovens, em sinodalidade, no projeto “Say Yes”, «Diz Sim», a caminho das Jornadas Mundiais da Juventude. Para isso usemos todos os meios que a cultura digital nos proporciona.

Estou unido a todos os que trabalham na Liturgia, que este ano não vão poder viver comunitariamente a celebração da Páscoa, mas vão vivê-la no seu íntimo e no seu coração. Unidos aos irmãos acompanhando as celebrações pelos meios de comunicação.

Saudações Pascais a todos os Ministros Extraordinários da Comunhão; lembro de igual modo os que cuidam, zelam, são curadores das Igrejas. Um abraço Pascal aos salmistas e aos grupos corais. Que nos mantenhamos todos Unidos na Esperança da Páscoa!

Uno-me na Caridade a todos os agentes da Pastoral Social: os que trabalham na Cáritas Arquidiocesana e nas Cáritas Paroquiais, os visitadores de doentes, os membros da pastoral da saúde, os vicentinos, os que acompanham os doentes através do movimento eclesial da Legião de Maria e de outros movimentos e grupos. Uno-me e saúdo todos aqueles que são a presença da partilha e da Comunhão na Comunidade, os conselhos económicos e aqueles que estão mais próximos dos Párocos, nos serviços de atendimento, nos cartórios e nas casas paroquiais.

  1. A Páscoa é a celebração da vitória de Cristo sobre a morte, da vitória do Amor sobre o egoísmo, da Luz sobre as trevas. Não somos túmulos vazios, mas cada um de nós é Templo onde brilha a Luz do Ressuscitado. Que a Ressurreição aconteça verdadeiramente no íntimo de cada um de nós. Que sejamos reflexos da Luz do Círio Pascal e que a nossa vida seja um Precónio cantado através das nossas obras de caridade e essa Luz, que é Cristo, seja por nós reconhecida nos irmãos. Que O adoremos com a vida através do Mandamento Novo do Amor e que seja esta a nossa Mensagem para todos: o Ressuscitado está connosco, mas continua crucificado em todos os que sofrem. Por isso, reconhecemos Cristo em quem padece e sofre; encontramo-nos com Ele e abraçamo-l’O com a dádiva da nossa vida, com a nossa generosidade e entrega em quem tem medo, está ansioso, vive angústia, sente-se psicologicamente abatido, experimenta a solidão e está doente.

Cristo precisa de nós. Quando somos Cireneus e Bons Samaritanos proclamamos bem alto o Aleluia Pascal. Mais do que dar presentes, nesta Páscoa sejamos nós, presença.

Imploro a bênção de Deus para todos, sem exceção: para os meus irmãos na Fé que compartilham comigo a Luz de Cristo Ressuscitado, e para os que, como os Magos, continuam a percorrer o caminho sem Estrela e olham para o Céu escuro, baço e opaco na busca de uma resposta, lançando ao Silêncio de Deus a grande pergunta: Quem és? Onde moras? Como Te posso encontrar?

Que a nossa vida seja lugar de encontro com o Amor de Cristo Ressuscitado! Que as nossas comunidades cristãs espelhem a unidade dos “Discípulos Missionários da Esperança” e testemunhem o seu acolhimento e a sua procura.

Para todos, Santa Páscoa, fecundo Tempo Pascal e com Maria bom caminho em direção ao Pentecostes!