Agricultores de Elvas procuram alternativas para escoar produção

Agricultura2Os produtores hortícolas de Elvas estão a enfrentar grandes dificuldades para conseguir escoar a sua produção, após o encerramento do mercado municipal.

Carlos Lérias, por exemplo, que começou nesta atividade com o pai, reconhece que não está a atravessar um bom momento, por não ter onde vender os seus produtos. “Cá estamos com as nossas dificuldades, porque não temos como vender, não temos o acesso ao público”, revela. “Temos ainda a revenda, mas também está um bocadinho parada”, acrescenta.

Este agricultor acabou por ter de pensar numa alternativa, adiantando que está a receber encomendas através das redes sociais, entregando-as, posteriormente, ao domicílio ou recebendo os clientes na sua quinta. As encomendas podem ainda ser feitas através de contacto telefónico (963 243 889).

O agricultor explica ainda que 50 por cento do seu rendimento mensal era obtido nos quatro sábados de cada mês, em que vendia no mercado municipal de Elvas. “Diretamente ao público, há sempre uma margem muito maior para revenda”, explica ainda.

“Foi um grande abalo. O nosso mercado só tinha bens de primeira necessidade: os legumes, o brinhol e o peixe. Eu acho que se o supermercado está aberto, onde entram dez e 20 pessoas ao mesmo tempo, o mercado também podia estar”, defende Rosário Lérias, por sua vez.

Agricultura1As pessoas no supermercado, defende Rosário, “mexem em tudo”, ao contrário do que acontece no mercado. “O mercado municipal também podia estar aberto, confinado à entrada de um determinado número de pessoas. Aquilo é enorme e se entrassem cinco ou seis pessoas de cada vez, íamos conseguindo vender”, diz ainda.

Entretanto, a ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, já veio fazer referência ao papel dos agricultores, que considera “essencial para que se consiga garantir o abastecimento alimentar”.

Para apoiar as empresas afetadas pelos efeitos da pandemia de Covid-19, o Ministério da Agricultura vai adiantar 60 milhões de euros de programas de financiamento do setor. Adiantamentos vão ter início já nestes primeiros dias de abril.