Évora com equipa distrital de intervenção rápida para ERPI

idososA Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, tendo em conta os constrangimentos verificados em alguns lares de idosos, um pouco por todo o país, devido à pandemia da covid-19, decidiu criar equipas distritais de intervenção rápida para as Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI).

José Calixto, presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central e da Câmara de Reguengos de Monsaraz, integra o grupo de trabalho de Évora. O autarca explica que a formação destas equipas “é a prova que a preocupação com os idosos e as IPSS’s é grande”, sendo esta uma “área muito complexa e com muitos riscos”.

José Calixto lembra que nenhum país do mundo estava preparado para este nível de necessidade, pelo que é preciso saber articular, da melhor maneira, os recursos que estão ao dispor. O presidente da CIMAC e da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz chama ainda a atenção para a importância de cada um ser responsável, garantindo, contudo, que não devemos viver num clima de intranquilidade.

Da equipa de Évora, para além de José Calixto, fazem ainda parte Tiago Abalroado, presidente da direção da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Évora, José Domingos Ramalho, diretor do Centro Distrital da Segurança Social, Manuel Galante, presidente do Secretariado Distrital da União Das Misericórdias Portuguesas e José Ribeiro, comandante distrital da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.