Mocinha pede união para “enfrentar o futuro incerto”

Mocinha2Numa altura em que a pandemia de Covid-19 assola o nosso país, e o mundo em geral, Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas, quis deixar uma mensagem de esperança aos elvenses.

“Elvenses, somos hoje condicionados por um vírus que afeta os nosso tempos, a nossa rotina, a nossa vida. Não devemos alarmar, mas devemos levar o alerta a sério, a responsabilidade depende de todos mas começa na atitude de cada um.”

O presidente lembra que “a Câmara continua a trabalhar, mas tomou as suas medidas de contenção, encerrámos equipamentos e anulámos ou adiámos atividades para o bem de todos, os serviços estão assegurados no essencial.”

“O melhor conselho é ficar em casa. O meu pedido é que, embora respeite a opinião de cada um, todos confiemos nas nossas autoridades. O meu agradecimento é o gesto profissional e solidário de muitos que se disponibilizam para ajudar.”

“Sei que o momento é difícil para todos, sei também que tudo irá passar e precisaremos de estar unidos para enfrentar o futuro incerto que se avizinha.”

Nuno Mocinha termina dizendo que “os Elvenses já demonstraram a sua capacidade de resistência e a sua inteligência para seguir caminho; também hoje, como noutros tempos, juntos vamos conseguir dar a volta e seguir em frente”.