Câmara de Elvas pode cancelar eventos até final do ano

Mocinha2A propagação da Covid-19 em Portugal e a adoção de medidas de prevenção tem levado ao cancelamento de espetáculos e eventos em todo o país. Apesar do número reduzido de casos no Alentejo, os principais eventos da região tem sido também cancelados ou adiados.

Em Elvas, foi cancelada a realização do Festival da Juventude e Académico, da Feira Internacional Canina e da Expo Noivos, marcados para maio, e a Feira Escolar, agendada para o mês de junho.

Entretanto, o presidente da Câmara de Elvas, Nuno Mocinha, já fez saber que é intenção da autarquia cancelar todos os eventos recreativos e de manifestação popular de iniciativa municipal até ao último dia do ano, podendo, em qualquer momento, por deliberação da autarquia, virem a ser reprogramados, no todo ou em parte.

“Estamos a ponderar cancelar o Festival Medieval, mas deixamos ainda em stand by o São Mateus, porque não sabemos se na altura temos, ou não, condições para o fazer”, revela Mocinha. Também toda a programação relativa às habituais “Noites de Verão” está cancelada.

“Estou convencido que nos próximos tempos toda a gente compreenderá que não haja eventos, para que o normal funcionamento da Câmara seja assegurado, mas também porque as pessoas não estão predispostas a isso”, acrescenta Mocinha. O autarca adianta que há eventos que, com compromissos assumidos, até determinada data, podem ser cancelados. “A partir daí, temos que os pagar como se se estivessem a realizar”, acrescenta.

A decisão de cancelamento destes eventos até final do ano, que integra uma longa lista de medidas de apoio municipal, no âmbito da Covid-19, está sujeita a aprovação em reuniões da Câmara Municipal e da Assembleia Municipal. A reunião de câmara realiza-se esta quarta-feira, 25 de março, por videoconferência; quanto à assembleia, poderá ser no final da próxima semana, utilizando o mesmo meio eletrónico de comunicação.