Câmara de Campo Maior avança com processo contra morador do Bairro de São Sebastião

SSebastiao Casa Partida3Uma das casas do Bairro de São Sebastião, em Campo Maior, foi destruída, por aqueles que nela habitam, pelo que o Município de Campo Maior já tomou medidas, entrando com dois processos em tribunal.

O presidente da câmara, João Muacho, lembra que estas situações “são recorrentes”, adiantando que, desta feita, foi destruída “parte da fachada do alçado principal” da moradia em questão. “Aquela comunidade devia ter uma atenção redobrada ao que é o património que a câmara municipal lhe cedeu há quatro anos”, acrescenta, considerando que o arrendatário da casa “teve uma postura muito pouco ética e correta”.

Tendo em conta o sucedido, e como explica João Muacho, assim que a autarquia tomou conhecimento do sucedido, tomou as devidas medidas junto das instâncias legais. Foi então levantado “um processo de queixa junto do Ministério Público, por danos no património do município, mas também uma carta que vai seguir para o arrendatário, no sentido de denunciar o contrário, porque não é tolerável que situações destas aconteçam”, explica Muacho.

As habitações do Bairro de São Sebastião foram construídas pelo município de Campo Maior para alojar as famílias que foram, em 2016, movidas da zona do Mártir Santo para fora do centro da vila.