Queimas e queimadas: só com autorização

QueimasQueimadasAs queimas e queimadas são permitidas desde final de outubro, sendo que muitas pessoas que não sabem como pedir as devidas autorizações para esse efeito.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Campo Maior, Miguel Carvalho, explica que “na plataforma online do ICNF, em https://fogos.icnf.pt/InfoQueimasQueimadas/ , está explicado de que forma deve fazer a comunicação prévia da realização de queimas e queimadas. Caso não tenha facilidade em consultar a página, pode dirigir-se às juntas de freguesia para que alguém o possa ajudar.”

Miguel Carvalho deixa alguns alertas à população, porque o uso do fogo pode trazer muitos problemas, sendo que muitos incêndios surgem de queimas ou queimadas. A população deve “escolher a altura certa, ou seja não fazer queimas e queimadas quando há vento ou onde abundarem os combustíveis, junto a linhas de água porque têm combustíveis, como canas e silvas”.

O comandante adianta ainda que “atualmente é notável uma maior preocupação por parte da população no uso do fogo, uma vez que já solicitam a presença dos bombeiros no local”.

Caso não informe o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, as juntas de freguesia ou Câmara Municipal, que vai proceder a uma queima ou queimada, fica sujeito a uma infração com coima de 280 a 10 mil euros caso seja uma pessoa singular, ou de 1600 a 120 mil euros se for pessoa coletiva.