IP Portalegre assinala 39 anos

DSC_0148O Instituto Politécnico de Portalegre assinalou ontem, dia 25 de novembro, o seu 39º aniversário. Albano Silva, presidente do instituto, garante que “um dos principais desafios para o futuro é ter alunos e depois proporcionar um ensino de qualidade e excelência, voltado para a profissão e para investigação aplicada. É necessário saber trabalhar em conjunto com as empresas e marcar a diferença com cursos únicos no país, como é o caso da equinicultura”.

O presidente garante “enquanto a metrópole de Lisboa tiver tantas vagas, secam tudo o que é o interior do país. Mas aqui falamos de decisões politicas: ou queremos que o interior se desenvolva ou que se enterre”.

DSC_0095Para Hugo Hilário, presidente do Conselho Geral do Politécnico de Portalegre, “o crescimento de uma região tem que estar sempre associado à vertente académica e o Politécnico de Portalegre tem um papel muito importante”.

A escola Superior Agrária de Elvas é uma das instituições que faz parte do Instituto e o seu diretor, José Manuel Rato Nunes, garante que “o trabalho que tem sido desenvolvido é muito positivo. Estamos com uma internacionalização muito forte e um plano muito ambicioso o que nos permite aumentar muito o número de alunos e nos dá esperanças para o futuro”.

DSC_0001Joaquim Mourato foi presidente do Instituto durante oito anos e continua ligado a esta instituição tendo participado nas comemorações com a apresentação do livro “Externalidades sociais, culturais e económicas do Politécnico de Portalegre”. Em declarações à Rádio ELVAS, reforçou a importância do Politécnico para o distrito uma vez que “é o terceiro maior empregador dos concelhos de Elvas e Portalegre, lança para a economia local mais de 17 milhões de euros por ano e mostra que as verbas do Orçamento de Estado são bem aplicadas”.

O Instituto Politécnico de Portalegre tem na capital de distrito três das suas quatro escolas o que representa “um peso enorme na economia local”, tal como refere a presidente da Câmara Municipal de Portalegre, Adelaide Teixeira, garantido ainda que “o IPP é uma instituição de referência para o distrito”.

DSC_0116Já Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas, destaca as mais valias do concelho ter um estebelecimento de ensino superior: “desde logo, as centenas de alunos que a Escola Superior Agrária tem, depois, a oferta formativa que permite aos elvenses terem no seu concelho ensino superior. Além, disso, o facto de associado à construção de conhecimento, estar sempre a construção de valor”.

Escola Superior de Saúde inaugura instalações

Neste dia, foram inauguradas as instalações da Escola Superior de Saúde, a funcionar no Campus Politécnico desde fevereiro deste ano, e o seu diretor, Adriano Pedro, refere que “a mudança foi devidamente planeada e que o principal motivo foi a falta de espaço nas instalações anteriores para acolher o crescente número de alunos”.

O Diretor Geral do Ensino Superior, João Queiroz, garante que “o processo de transferência da Escola Superior de Saúde para o Campus Politécnico de Portalegre veio de encontro às novas perspetivas de desenvolvimento do ensino superior que dão destaque à aprendizagem prática”.

DSC_00682020 com novos projetos

Além da inauguração das novas instalações, foi ainda anunciada a construção de um novo edifício no Campus Politécnico. Um espaço onde os alunos vão poder desenvolver atividades desportivas, e não só. Esta nova área vai utilizar sistemas tecnológicos de estabilidade estrutural, sendo flexível e adaptando-se às novas práticas de inovação pedagógica.

O novo edifício, com capacidade para 650 utilizadores, tem na eficiência energética uma das suas principais preocupações. Vai contar com dois auditórios e seis salas multi funcionais.