Escolas de Elvas com projetos pioneiros

EscolaO Agrupamento de Escolas nº3 de Elvas é, neste ano letivo que agora começou, pioneiro na implementação de diversos projetos, à semelhança do que aconteceu há três anos com a flexibilidade curricular.

Dada a localização geográfica, e a convite da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, as crianças do pré-escolar de Vila Boim, Terrugem e São Vicente vão contar com um plano curricular bilingue, ou seja, em português e espanhol.

Fátima Pinto, diretora do Agrupamento de Escolas, refere que, além de Elvas, “foram escolhidas as escolas de Bragança e Vila Real de Santo António para que, à semelhança do que se faz com o inglês, as crianças possam aprender o espanhol”.

Para a diretora do agrupamento, “faz todo o sentido este tipo de projetos, até porque cada vez mais nós somos chamados a trabalhar com as escolas espanholas. Há ainda um longo caminho a percorrer, até porque temos que tentar acabar com toda a burocracia que as escolas enfrentam para conseguirem levar uma turma de crianças até Badajoz”.

Por outro lado, o Agrupamento nº3 aderiu ao Plano Nacional da Artes que resulta de uma parceria entre os Ministérios da Educação e Cultura.

“Este plano tem como objetivo tornar as artes, desde o teatro à música, mais transversais às diversas disciplinas”, como nos referiu Fátima Pinto que defende a implementação deste plano.

O Plano Nacional das Artes pretende ainda incentivar o compromisso cultural das comunidades e organizações e desenvolver redes de colaboração e parcerias com entidades públicas e privadas, trabalhando em articulação com os planos, programas e redes pré-existentes.