Hospitalização domiciliária é já uma realidade

DSC_7058O serviço de hospitalização domiciliária do Hospital de Santa Luzia, em Elvas, foi oficialmente apresentado hoje com a entrega da viatura por parte da Associação Coração Delta.

O Comendador Rui Nabeiro, administrador do Grupo Nabeiro, refere que “depois de adquiridos todos meios para funcionamento do projeto, é agora necessária muita dedicação por parte de todos os envolvidos”.

O Comendador espera que “este projeto chegue um dia ao concelho de Campo Maior”.

DSC_7040Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas, felicitou todos os envolvidos no projeto: “é um salto qualitativo porque permite que as pessoas estejam menos tempo num hospital e recebam os cuidados necessários já em casa”.

Para José Robalo, presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, “seria interessante se este projeto já tivesse disso desenvolvido há mais tempo”.

Numa fase inicial, este serviço destina-se a cinco camas do serviço de ortopedia e, sobretudo para doente que realizaram cirurgias artoplásticas, ou seja, relacionadas com prótese de acna ou joelho.

O Dr. João Moura Reis, presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, refere que “um dos objetivos deste projeto é reduzir o número de dias de internamento em contexto hospitalar”.

A Dra. Vera Escoto, Diretora Clínica da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, acredita que “o próximo serviço a receber este projeto seja o de cirurgia”.

DSC_7080Os doentes vão contar com cuidados de enfermagem, fisioterapia e cuidados médicos ao domicílio, sendo que este projeto destina-se apenas a doentes do concelho de Elvas.

O serviço de hospitalização domiciliária vai funcionar, em regime presencial, das 8 às 16 horas e em regime telefónico, das 16 às 8 horas e conta ainda com a colaboração da APARSIN, Associação Coração Delta e Câmara Municipal de Elvas.