Setor agroflorestal cria Centro das Alterações Climáticas em Elvas

DSC_0059Está criado o Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Setor Agroflorestal, a desenvolver-se na Estação Nacional de Melhoramento de Plantas (INIAV), em Elvas. O protocolo de constituição e funcionamento desta nova estrutura foi assinado ontem, na presença, entre outros, do ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos.

Capoulas Santos, depois de ter lançado o repto, em Elvas, por ocasião do Dia do Agricultor, para a constituição deste centro, diz-se agora um homem feliz, pela ampla adesão do mundo académico, científico e das empresas do setor. Enquanto soluções para o problema das alterações climáticas, adianta, o Governo tem já em curso, entre outros, vários projetos de regadio.

Segundo o presidente da Câmara de Elvas, Nuno Mocinha este é um dia muito importante para a cidade, assegurando que este centro nacional vem reforçar a capacidade de resposta do INIAV. O autarca adianta que este centro nacional é um projeto complementar a um outro, já candidato a fundos comunitários, que pretende dotar o INIAV de novos laboratórios e mão-de-obra. Já Benvindo Maçãs, diretor do INIAV de Elvas, assegura que agora estão reunidas as condições para o estudo das alterações climáticas, tendo em vista a procura de soluções para este flagelo.

O novo Centro de Competências resulta de uma iniciativa de várias associações, como a dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal e a Federação Nacional de Regantes de Portugal, envolvendo entidades representativas do setor agroflorestal nacional e organismos públicos, como diferentes instituições de ensino superior.