Atelier do Município de Campo Maior transforma lixo em arte

DSC_3408Cerca de vinte mulheres ocupam os seus tempos livres, em Campo Maior, num dos ateliers promovidos pelo município. Das mãos destas duas dezenas de senhoras saem verdadeiras obras de arte, feitas a partir de peças que estavam destinadas a acabar no lixo.

Adelaide Centeno, formadora responsável por este atelier de Pintura Alentejana, explica que, para além daquilo que ensina, aprende muito com estas senhoras. Adianta ainda que já leva a cabo este trabalho há cerca de sete anos.

A formadora revela que nenhum dos trabalhos feitos neste atelier tem por objetivo a comercialização, que esta é, sobretudo, uma ocupação para este grupo de senhoras, sendo que, da sua perspetiva, é um projeto que tem tudo para continuar em ação.

Ana Emília Veríssimo, uma das senhoras que participa neste atelier, explica que é em grupos de seis pessoas que realizam os seus trabalhos. Já Joana, outra das senhoras que participa neste atelier, explica que as aulas se realizam duas vezes por semana.

Conceição Mocinha, outra das participantes, revela que as peças produzidas no atelier não são vendidas, uma vez que é com muito carinho que se dedicam a elas. Leonilde Banheira, por sua vez, garante que este atelier serve, sobretudo, para se manter ocupada.

O atelier de Pintura Alentejana decorre, duas vezes por semana, no antigo edifício da Escola do Bairro Novo, em Campo Maior.