Festival Raya chega ao fim com multidão para ver António José

Antonio Jose“Um Raya de todos e para todos”: assim descreve o município de Campo Maior aquela que foi décima edição do festival, que chegou ontem ao fim, com uma multidão a assistir à atuação do espanhol António José.

Ainda antes da estreia do artista, em solo nacional, no Raya Summer Fest, em Campo Maior, estivemos à conversa com ele. António José confessa ser um sonho atuar em Portugal: “estou muito contente por estar aqui, tudo isto é um sonho para mim”.

O artista não tem dúvidas que o tema “A Donde Vás”, que interpreta ao lado de Diogo Piçarra, lhe abriu as portas de Portugal. Lamentou ainda não poder ter o português a seu lado, nesta sua estreia no nosso país, lembrando que a agenda de Diogo Piçarra impossibilitou que isso acontecesse.

Em jeito de balanço desta décima edição do evento, Ricardo Pinheiro, presidente da Câmara de Campo Maior, assegura que o mesmo tem crescido muito, ao longo destes últimos anos, sendo que, nas próximas edições, pode acontecer já no espaço da recuperação das muralhas abaluartadas. O autarca lembra ainda que, com a edição deste ano do festival, procurou-se, mais que nunca, captar público espanhol, com a presença de António José no cartaz.

Apesar de considerar que o festival é já um evento consolidado, João Muacho, vice-presidente da Câmara de Campo Maior, por sua vez, considera que “há sempre aspetos a melhorar”. “O programa agrada a uns, não agrada a todos, mas, de certa forma, tentamos que seja o mais abrangente possível, das pessoas mais jovens àquelas já com uma certa idade”, diz ainda.

Pelo palco do Raya Summer Fest, ontem à noite, para além de António José, passaram os 100 Playback, Mix & Noise e DJ Diazz.