Festival Internacional de Música de Marvão até dia 28

DSC_2932A sexta edição do Festival Internacional de Música de Marvão arrancou esta sexta-feira, 19 de julho, tendo a estreia da Orquestra de Câmara de Israel em Portugal como um dos maiores destaques.

O evento, que conta com a presença de cerca de 400 artistas de 20 países diferentes, foi ontem inaugurado, na presença da ministra da Cultura, Graça Fonseca. “É um festival muito importante a nível nacional e internacional, que ao longo destas seis edições tem conseguido crescer e agregar mais parceiros”, assegura a ministra. Graça Fonseca destaca ainda a qualidade do festival, lembrando o repertório clássico que se pode escutar, até dia 28, num “enquadramento extraordinário de Marvão”. “Não há nada como ouvir Mozart neste cenário”, remata.

Para o presidente da Câmara de Marvão, Luís Vitorino, o evento é já “um sucesso e um projeto estruturante para a região”. Luís Vitorino não tem dúvidas que esta será a melhor edição do festival, atingindo números record, sendo responsável por ajudar a promover o território e dinamizar a economia local.

Também Ana Paula Amendoeira, diretora Regional da Cultura do Alentejo, assegura que este festival é já uma referência na programação cultural, tanto na região, como no país. “O programa deste ano ultrapassou todos os níveis e resulta da parceria de muitas entidades que apostaram e percebem a importância de ter um festival destes na região no Alentejo”, acrescenta.

O Festival Internacional de Música de Marvão decorre até 28 de julho, no castelo e nas várias igrejas da vila. É uma organização da associação Marvão Music e do município local.

Entre os muitos artistas que atuam em Marvão, por ocasião deste festival, destaque para Teresa Salgueiro, Orquestra de Câmara de Colónia, Banda Sinfónica Portuguesa, Teatro Nacional de São Carlos e Plural Ensemble.