Fisioterapia na esclerose múltipla no “Envelhecer Melhor”

InesLacoA esclerose múltipla é uma doença neurológica e progressiva que afeta as fibras do sistema nervoso central, encéfalo e medula espinal, que devido à destruição da bainha de mielina, o impulso neural tende a ser prejudicados, o que altera os movimentos e muitas funções do nosso organismo.

Os principais sintomas são a diminuição de força, perda de equilíbrio, alteração motora, e falta de acuidade visual, o que leva à destruição do sistema nervoso central, e é neste âmbito, de reabilitação que surge a necessidade da fisioterapia.

“A fisioterapia deve atuar a todos os níveis, de forma a recuperar a funcionalidade do doente, prevenir disfunções e promover a sua saúde”, como explica Inês Laço, terapeuta no Centro Humanitário de Elvas, da Cruz Vermelha Portuguesa.

A fisioterapia na esclerose múltipla é o tema desta semana da rubrica “Envelhecer melhor”.