Sessão de esclarecimentos dos Bonecos de Estremoz como Património Mundial

Sem TítuloJá se realizou a primeira sessão de esclarecimentos do processo de certificação do Boneco de Estremoz, que desde o ano passado estão classificados como Património Cultural Imaterial pela UNESCO.

 

Teresa Costa, da Adere-Certifica, explicou aos artesãos como decorre todo o procedimento de certificação. Hoje, dia 29 de junho, uma Comissão do IEFP analisou o caderno de especificações da produção de Bonecos de Estremoz, realizado pelo Museu Municipal e de seguida, em caso de aprovação a autarquia regista  no Instituto Nacional de Patente Industrial a denominação da produção sob a forma de indicação geográfica: “Bonecos de Estremoz”.

Posteriormente, a entidade certificadora passa a analisar os artesãos proponentes, produz o manual de certificação e emite as primeiras certificações, as quais, se tudo se desenvolver dentro dos prazos previstos, será ainda no presente ano.

O Boneco de Estremoz passa a ser a primeira produção a sul do Tejo a estar certificada e também a primeira com a classificação de Património Imaterial da Humanidade.