Fluviário de Mora cede exemplar de lontra-de-garras-curtas

lontra1O Fluviário de Mora cedeu um exemplar de lontra-de-garras-curtas (Anoyx Cinerea) ao Parque Biológico da Serra da Lousã.

Esta referida espécie colonizou o Fluviário aquando a sua abertura, em 2007 e, em 2011, nasceu a primeira ninhada. O processo reprodutivo tem-se repetido e gerado várias crias.

A lontra-de-garras-curtas é uma espécie que forma casal para a vida toda e apenas o casal predominante se reproduz, chegando a formar núcleos familiares de mais de uma dezena de espécimes.

Esta é uma espécie sinalizada na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais como vulnerável, alertando para a tendencial diminuição do número de espécimes.

Neste momento, o Fluviário conta com cinco lontras-de-garras-curtas adultas, o que possibilitou a doação deste exemplar ao Parque Biológico da Lousã, numa forma de cooperação com outros parques zoológicos do país que trabalham para a preservação da espécie do animal em ambiente protegido.

O Fluviário de Mora é um aquário público dedicado aos ecossistemas de água doce e já recebeu, desde a sua inauguração, mais de 800 mil visitantes, dando a conhecer mais de 600 exemplares das 69 espécies que habitam os rios de Portugal.lontra2