Projeto E6G promove a interculturalidade em Campo Maior (com fotos)

projeto escolhas E6G (33)O Projecto Integrar Escolha Sexta Geração (E6G) proporcionou esta sexta-feira, 6 Abril, várias actividades de forma a promover a integração de comunidades estrangeiras em Campo Maior. As actividades realizaram-se no Jardim Municipal.

Inserido no Programa Escolhas, esta manhã houve uma caminhada pela zona histórica da vila. Ana Alvanel, coordenadora deste projecto, mostrava-se “surpreendida” com tantas nacionalidades que se apresentaram para ajudar neste evento.

Além da caminhada houve workshops de teatro, de dança, torcidos, modelagem de balões, e jogos tradicionais referentes a vários países.

José Belga é de étnica cigana e um dos monitores do programa Escolhas. Ao jardim municipal trouxe uma demonstração do jogo da ‘Pata’. Característico da cultura cigana.

José Belga, de 23 anos, referiu que a comunidade cigana “auto se exclui”, mas diz que este evento é um passo importante para a ligação entre a comunidade cigana e local.

A coordenadora do projecto, Ana Alvanel, assume no entanto que há “culpas dos dois lados”.

Este evento não se focou somente na comunidade cigana. Kevin Soares é colombiano e está em Campo maior há um ano. Diz que foi “bem acolhido” mas que “nem sempre tudo é perfeito”. Kevin de 18 anos indicou que este é um “passo importante para as novas gerações”.

O Agrupamento de Escolas de Campo Maior candidatou-se a este programa escolhas.

José Émilio, director da Escola Secundária de Campo, refere que este projecto é para todos os alunos e não só os estrangeiros ou de etnia cigana.

Este foi o primeiro grande evento deste projecto que procura criar na comunidade local uma quebra de fronteiras.

Este projecto tem vários parceiros, entre eles o Centro Escolar Rui Nabeiro, CPCJ, Coração Delta, GEDA (Grupo de Ecologia e Desportos de Aventura), Município de Campo Maior, Santa Casa da Misericórdia, Sporting Clube Campomaiorense e CPCJ.