Resultados da Operação Artémis II da GNR

logognrtipoA Guarda Nacional Republicana, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente, nos dias 5, 8 e 12 de outubro, em todo o território nacional, realizou uma operação de fiscalização ao exercício do ato venatório, designada “Operação Artémis II”

Na operação estiveram cerca de 934 militares das unidades territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito, que desenvolveram ações de fiscalização e obtiveram os seguintes resultados:

-Detenção de doze indivíduos pela prática do ato venatório em locais não permitidos;

-107 autos de contraordenação por desrespeito da lei da caça e falta de registo de canídeos, bem como no âmbito da lei das armas;

-Apreensão de 22 espingardas de caça e um bastão extensível.

Esta operação teve como objetivo compatibilizar a atividade cinegética com a conservação da natureza e da biodiversidade, prevenindo, detetando e reprimindo situações em desconformidade com as legalmente definidas, priorizando a fiscalização da documentação dos caçadores e das viaturas utilizadas por estes, assim como, a situação do armamento e seu acondicionamento, o controlo de alcoolemia, o número limite de peças abatidas por caçador e a situação dos cães utilizados, através da leitura eletrónica dos chips de identificação.