Morreu o campomaiorense Mário Ruivo

MarioRuivoO campomaiorense Mário Ruivo morreu hoje, em Lisboa, aos 89 anos.

Uma personalidade ilustre e empenhado na ciência, na valorização do conhecimento, no desenvolvimento, com particular incidência na problemática dos oceanos. Aliou esse percurso a um compromisso com causas públicas, as quais estiveram sempre presentes ao longo da sua vida, desde o final dos anos 40 do século passado.

Abraçando a investigação científica no domínio dos recursos vivos do mar, logo após a sua licenciatura. No período da Democracia, para além de membro dos Governos provisórios, desenvolveu atividades diversas com especial relevo para os assuntos do Mar, desde o fomento da investigação científica através das agências governamentais que têm essa função.

Assegurou a Presidência do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CNADS) desde a sua constituição.