Mudança de gestão do Parque da Piedade decide-se amanhã

Feira_Sao_Mateus

A aprovação da mudança de gestão do Parque da Piedade, da Confraria do Senhor Jesus da Piedade para a Câmara Municipal de Elvas, pode ficar decidida amanhã, sexta-feira dia 11.

Nuno Mocinha, presidente da Câmara, revela que a proposta já foi feita, falta agora a aprovação dos irmãos da confraria: “Tudo tem o seu preço e também nós, enquanto Câmara Municipal, temos os nossos limites e as nossas capacidades. Eu já várias vezes disse que foi feita uma proposta à Confraria, aliás, ela vai ser debatida dia 11, para que os irmãos da Confraria digam se estão de acordo ou não, se querem aceitar ou se não querem aceitar, mas é a proposta possível. A seu tempo e conforme o resultado que der, obviamente que os elvenses serão informados e poderão observar que, por parte da câmara, existe muito boa vontade para ficar com aquele espaço”.

Já José Aldrabinha, juiz da Confraria do Senhor Jesus das Piedade, garante que “há vontade comum” de chegar a um acordo: “a câmara, à semelhança do que acontece em quase todo o país, as festas com a dimensão que tem o São Mateus, a Confraria não tem capacidade financeira para enfrentar essas responsabilidades e a câmara tem outra dimensão, outros meios, e portanto há efetivamente vontade comum, Câmara e Confraria, de se encontrar uma forma de a Confraria ficar exclusivamente na parte profana”.

Segundo o juiz, a Confraria não tem “qualquer meio de fazer melhoramentos, e qualquer melhoramento atira-se para custos na ordem de centenas de milhares de euros e a Confraria não é capaz de enfrentar isso”.

Esta mudança, a ser concretizada, a Feira de São Mateus continuará nos mesmos moldes. José Aldrabinha justifica: “de todo o diálogo que tem havido com a câmara, as coisas a entregarem-se à câmara, o São Mateus continuará a ser como agora, poderá haver o alindamento do recinto e com isso haver uma movimentação das coisas, mas a parte religiosa, que ficará sempre a cargo da Confraria, terá os mesmos moldes como sempre”.

O Juiz da Confraria do Senhor Jesus da Piedade deixa ainda um “apelo a todos os irmãos para que compareçam nesta reunião” de 11 de setembro, sexta-feira, “em que o ponto único a debater é precisamente estas negociações que estão a decorrer entre a Confraria e a câmara”.