Protocolo transfere 55 casas para Câmara de Monforte

ProtocoloMonforte

A assinatura de um protocolo entre o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) e a câmara municipal de Monforte transfere a administração de 55 imóveis, de forma gratuita, para a alçada do município.

O presidente do município de Monforte, Gonçalo Lagem revela que as “rendas iam aumentar no espaço de dois anos. Uma pessoa que pagava 30 euros por mês, ía pagar 160 euros no primeiro acerto, e 294 euros no segundo”.

“Temos a consciência que era extraordinariamente dificil para as pessoas pagar essas rendas, pelo que tentamos de imediato mediar uma solução para aproximar os valores à realidade familiar do município” confessa o autarca.

Gonçalo Lagem explica que a câmara aceitou o protocolo “para servir os interesses dos arrendatários, actuar de forma mais rápida quando há alterações nos orçamentos familiares e vendermos as casas aos próprios arrendatários (ou herdeiros), aumenta o património da câmara e permite a entrada de alguns fundos, respeitantes aos arrendamentos feitos agora pela autarquia”.

Os 55 imóveis estão, de momento, ocupados, existindo duas habitações devolutas sem condições de habitabilidade, nas quais a câmara deverá recuperar com vista ao arrendamento ou venda em hasta pública.

O protocolo que transfere os 55 fogos para a alçada da câmara entra em vigor no dia 1 de outubro.