Elvas conta a partir de hoje com delegação da AOAL

DelegaElvasAOAL_2

A Delegação de Elvas da Associação de Oncologia do Alentejo foi apresentada esta manhã no Hospital de Dia do Hospital de Santa Luzia de Elvas.

Elsa Grilo, delegada de Elvas da AOAL, apresenta aqui os objetivos desta delegação de Elvas: “esta atividade através da Associação Oncológica do Alentejo (AOAL) aquilo que pretende é precisamente apoiar os doentes oncológicos e os seus familiares, porque os doentes fazem os tratamentos aqui no Hospital de Dia de Elvas, fazem os melhores tratamentos que é possível ser-lhes dados no sentido da sua cura ou da manutenção da sua qualidade de vida, mas depois vão para casa, e em casa, com os seus familiares surgem muitas coisas e a associação pretende ajudá-los nesse período em que estão sozinhos, para que não se sintam sós”.

Neste momento a delegação de Elvas da AOAL ainda não tem sede e precisa de alguns apoios. “Neste momento ainda não temos sede social, estamos à procura de um espaço que nos seja cedido, temos vários espaços cedidos gratuitamente para desenvolvermos atividades, mas precisamos de outros recursos para ajudar estes doentes e esses recursos só podem vir de atividades de beneficência”, refere a delegada de Elvas, que deixa aqui um apelo às associações: “há associação e grupos informais que realizam atividades com receita a reverter para instituição de beneficência e solidariedade social, como é o caso desta, e eu deixava o apelo a todas essas associações que se lembrem da delegação de Elvas da AOAL”.

Aida Cordero, diretora do Hospital de Dia, da Unidade de Oncologia e também em representação do conselho de administração da ULSNA, considera que a criação desta delegação de Elvas da AOAL “transparece um esforço importante de cidadãos de Elvas e não só para apoiar as pessoas que têm estes diagnósticos e têm que enfrentar na sua vida situações muito complicadas”.

Maria Horta, presidente da Associação Oncológica do Alentejo, refere que “o mais interessante desta iniciativa parte do seguinte pressuposto: as coisas más têm todas aspetos bons. Há que saber procurá-los. E é isso que os doentes oncológicos fazem, sobretudo aqueles que tomam iniciativa de lutar por causas”.

“A colaboração de todos os intervenientes, desde oncologistas, radiologistas, radioterapeutas, a todo o pessoal técnico e enfermagem e ao doente em si, temos todos que nos evolver. Elvas tomou iniciativa de abrir a primeira delegação para que os doentes oncológicos possam ter cuidados de proximidade ao nível da orientação e dos apoios”, refere ainda a presidente da AOAL.

Esta delegação do concelho de Elvas pretende prestar apoio aos concelhos de: Elvas, Campo Maior, Arronches, Monforte, Alandroal, Vila Viçosa, Borba e Sousel. Está ainda prevista a abertura de uma deleção em Portalegre.