Xutos encerram Semana da Juventude de Elvas com casa cheia

XutosPontapesElvasOs Xutos & Pontapés encerraram ontem a edição deste ano da Semana da Juventude de Elvas, num concerto com casa cheia. O último álbum da banda – “Puro” – lançado no ano passado, esteve em destaque, ainda que clássicos, como “Não Sou o Único”, não ficassem de fora do alinhamento do concerto.

Ainda antes do espetáculo estivemos à conversa com Zé Pedro, o guitarrista da banda, que garante que é “ótimo” tocar para um público que vai dos oito aos 80 anos. “É ótimo conseguirmos ter uma identificação mesmo com miúdos muito novos – muitas vezes o primeiro concerto que veem na vida é dos Xutos & Pontapés – e eu fico todo contente por pertencer a uma banda que tem esse tipo de abrangência”, refere.

Quanto à produção de um novo trabalho, Zé Pedro aponta para 2019, quando a banda comemora 40 anos de carreira. “A música hoje consome-se de uma outra maneira e não é muito prudente estar a editar álbuns de seguida”, justifica. “Ainda há muita gente a conhecer músicas do nosso álbum anterior”, acrescenta o guitarrista.

Ainda antes da atuação da banda encabeçada por Tim, coube ao trio animado da Banda Red interpretar alguns dos maiores êxitos da atualidade. A música, até altas horas da madrugada, ficou entregue ao DJ Massivedrum.

BandaRedElvasAo longo dos cinco dias de festa, pelo Parque da Piedade, passaram mais de 25 mil pessoas, segundo Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas, que faz um balanço “extremamente positivo” do evento.

“Havia aqui um conjunto de objetivos a atingir, desde logo a afluência do próprio público”, explica o autarca elvense. Quanto ao cartaz, “feito pela juventude”, Mocinha considera-o “um dos melhores de sempre e um dos melhores, atualmente, em Portugal”. Mocinha garante que o formato da Semana da Juventude usado, este ano, “está estudado e é para seguir”, havendo necessidade de “algumas melhorias”. Pela primeira vez o evento contou com entradas pagas.

A Semana da Juventude decorreu no Parque da Piedade, em Elvas, durante cinco dias. O primeiro, terça-feira dia 12, de entrada gratuita, contou com a animação de Quim Barreiros. No segundo dia (quarta-feira, 13 de maio), o hip-hop esteve em destaque, com as atuações de Regula e Dengaz. Na quinta-feira dia 14 foi a vez do reggae de Richie Campbell. Na penúltima noite coube a D8 e Expensive Soul animarem o público elvense.