GNR regista 46 ocorrências numa semana

gnrO Comando Territorial de Portalegre da Guarda Nacional Republicana registou, entre 9 e 15 de Março, 46 ocorrências. De entre estas, onze correspondem a crimes contra as pessoas onde estão englobados sete por crime de violência doméstica, duas por crime de ameaças e duas por crime de ofensas à integridade física.

Neste período a Guarda Nacional Republicana registou também vinte e uma ocorrências criminais contra o património, quinze por crime de furto, cinco por crime de dano e uma por crime de burla informática.

Na área dos crimes contra a vida em sociedade verificaram-se dez ocorrências, de entre elas seis por crime de incêndio florestal e quatro por crime de condução de veículo com taxa de álcool superior ao permitido por lei.

No que respeita a crimes contra o estado, foi ainda verificada uma ocorrência por crime de resistência e coação sob funcionário.

Nos crimes previstos em legislação avulsa verificaram-se a existência de três ocorrências por condução de veículo sem habilitação legal.

Registaram-se onze acidentes de viação, dos quais resultaram cinco feridos leves.

Para além da atividade normal de fiscalização da circulação rodoviária, foram ainda desencadeadas 101 operações especialmente direcionadas para esse efeito em todos os concelhos do distrito de Portalegre, tendo sido fiscalizados 1145 condutores/veículos.

No decorrer destas operações foram submetidos ao teste de alcoolémia 1115 condutores, dos quais cinco apresentaram valor superior ao permitido por lei. Foram detetadas e autuadas 218 infrações à legislação rodoviária. As infrações mais verificadas dizem respeito ao excesso de velocidade, falta de uso de sistemas de retenção e cinto de segurança, deficiências nos pneumáticos, irregularidades nos sistemas de iluminação, falta de inspeção periódica e uso de telemóveis durante a condução.

Através dos Núcleos de Proteção Ambiental (NPA) foram detetadas nove infrações: três por atos contra a flora e seis infrações respeitantes ao controlo do saneamento e proteção animal.

No mesmo período, foram efetuadas doze detenções: três por crime de condução de veículo com taxa de álcool superior a 1,20g/l; duas por crime de resistência e coação sob funcionário; três por crime de condução de veículo sem habilitação legal e quatro por mandado de detenção.