Operação Carnaval da GNR com balanço positivo no distrito

gnr_btA Guarda Nacional Republicana (GNR) intensificou, entre os dias 13 e 17 de fevereiro, o patrulhamento e a fiscalização rodoviária, orientando as ações para as vias mais críticas, com especial incidência para as vias que convergem para os locais onde tradicionalmente ocorrem festividades carnavalescas.

No distrito de Portalegre, esta operação terminou com “balanço positivo, uma vez que não se registaram vítimas mortais nos acidentes, logo é de louvar o comportamento dos condutores”, de acordo com o capitão Janeiro, da GNR de Portalegre.

“Ao longo dos cinco dias de operação fiscalizámos cerca de 1000 condutores, foram elaborados 12 autos de notícia por condução sobre efeito do álcool, com taxa crime (superior a 1,2 gramas de álcool por litro de sangue) e 274 autos de contra ordenação.

A nível nacional, registaram-se: 942 acidentes (menos 72 que em 2014); três mortos (menos quatro); 10 feridos graves (menos 10) e 255 feridos leves (menos 49).

Durante a operação foram fiscalizados 23 578 condutores fiscalizados; detidos 383 condutores, destacando-se 306 por condução com taxa de álcool no sangue igual/superior a 1,20 gramas/litro e 55 por falta de habilitação legal para o exercício da condução; 1 946 excessos de velocidade; 7353 contraordenações de diverso âmbito, das quais se releva: 825 por excesso de álcool; 312 por utilização de telemóvel no exercício da condução; 263 por falta de inspeção periódica obrigatória; 137 por falta de seguro; 302 pela não utilização de cintos de segurança e 21 pela não utilização de sistema de retenção para crianças.

A operação envolveu um efetivo de todos os comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito que, de forma coordenada e articulada, levaram a cabo ações de caráter preventivo, com o objetivo de combater a sinistralidade rodoviária, regular o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes das vias, proporcionando-lhes uma deslocação em segurança.