CGTP reivindica exploração dos desempregados

LutaNaoVaiDeFerias1

Há muito que a CGTP reivindica a exploração dos desempregados e a situação dos “contratos emprego-inserção”. Diogo Serra, da União dos Sindicatos do Norte Alentejano, explica que a CGTP apresentou, recentemente, uma queixa ao Procurador-Geral da República, contra o Governo.

O procurador terá dado razão à CGTP, mas “nada ainda foi feito para alterar a situação”. “O Governo assobia para o lado, finge que não ouviu, e daí que nós continuamos a reivindicar a necessidade urgente dos trabalhadores que estão a ser utilizados para suprir necessidades permanentes sejam tratados como trabalhadores, que tenham um contrato a termo certo, um contrato regular”, alega o sindicalista.

“Esta situação é tanto mais grave quanto o Governo para além de ser o primeiro a infringir a lei, persiste em coagir os desempregados a prestar trabalho a troco de 84 euros mensais, sob a ameaça da não atribuição ou cessação de prestações de desemprego ou rendimento social de inserção”, assegura Diogo Serra.