AS OSGAS E SEUS BENEFÍCIOS NO “AMBIENTE EM FM”

josejanelaAo contrário do que muitas pessoas pensam, as osgas não são venenosas e até são muito benéficas pois alimentam-se de vários insetos (incluindo moscas e mosquitos) e de aranhas.

Ora, é precisamente para combater esta prática que a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, alerta para as más praticas em relação as estes animais

José Janela (na foto), da delegação de Portalegre da Quercus, fala-nos sobre as más práticas em relação às osgas, na edição desta semana do “Ambiente em FM”.

Ouvir aqui “Ambiente em FM”

As osgas vivem em toda a península Ibérica. Em Portugal são abundantes no centro e sul do país, sendo muito raras no norte. Gostam de viver em zonas rochosas ou pedregosas, no entanto também se dão bem em zonas urbanas, onde aparecem principalmente em muros, habitações velhas ou troncos apodrecidos, mas também em casas habitadas.

Hibernam entre Novembro e Fevereiro. De inverno, antes de hibernar, aparecem de dia pois gostam de apanhar um pouco de sol; no verão só aparecem de noite, para evitar as horas de mais calor.

A sua alimentação é feita à base de baratas, formigas, aranhas, escaravelhos, moscas, mosquitos e traças. No verão, à noite, posicionam-se perto de luzes à espera dos insetos que são atraídos por estas.