“Alentejana”: quase 900 quilómetros em cinco dias

ApresentaoVoltaAlentejoA 31ª Volta ao Alentejo em Bicicleta é corrida entre os próximos dias 26 e 30, no total de 896,8 quilómetros, divididos por cinco etapas em linha. A apresentação da prova decorreu ontem, terça-feira dia 18, no Palácio D. Manuel, em Évora.

Carlos Pinto de Sá, presidente da câmara eborense, e Hortênsia Menino, presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central e presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, foram dois dos autarcas presentes neste ato.

No primeiro dia, na quarta-feira 26 de março, a caravana sai de Castelo de Vide, passa por Degolados e chega a Marvão, depois de percorrer 167 quilómetros.

A segunda etapa liga Sousel a Montemor-o-Novo, na quinta-feira dia 27, numa extensão de 192,7 quilómetros, com a linha de meta instalada no alto do castelo montemorense.

O terceiro dia, na sexta-feira dia 28, reserva a etapa mais longa da prova, com 205 quilómetros, com partida em Redondo e final marcado para Mértola.

A quarta tirada, no sábado 29 de março, faz a ligação entre Odemira e Santiago do Cacém, sendo a mais curta, com 159,2 quilómetros.

Por fim, no domingo dia 30, a “Alentejana” parte de Alcácer do Sal, percorre 172,9 quilómetros e tem a meta final na Praça do Geraldo, em Évora.

Este ano, a Volta ao Alentejo em Bicicleta traz para a estrada mais de centena e meia de corredores, divididos por 18 equipas; destas, dez são portuguesas e oito estrangeiras, vindas dos Estados Unidos da América (duas), Noruega (duas), Espanha, República Checa, Polónia e Equador.

A “Alentejana” mantém uma marca no panorama mundial de provas de ciclismo por etapas: com 30 vencedores em 30 edições, nunca nenhum ciclista conseguir inscrever mais que uma vez o seu nome na lista de vencedores.