TRIBUNAL CONSTITUCIONAL CHUMBA RECANDIDATURA DE JOÃO GRILO

O Tribunal Constitucional (TC) chumbou a candidatura do Movimento Unidade e Desenvolvimento do Alandroal às eleições autárquicas de 29 de Setembro. Esta medida resulta da queixa apresentada por Movimento_DITA_AlandroalJoão Nabais, candidato pelo movimento independente DITA, no Tribunal de Redondo e que aponta para o facto do grupo MUDA ter “recolhido assinaturas sem referenciar o nome dos candidatos da lista”.

Sobre este assunto, o movimento já emitiu um comunicado onde se pode ler que “o MUDA entregou em 1 de Agosto a sua candidatura às Autárquicas 2013 no Tribunal Judicial de Redondo, depois de um processo altamente participado em que os candidatos do Movimento recolheram mais de 900 assinaturas pelo concelho. O processo de recolha de assinaturas começou num almoço convívio com mais de 600 pessoas onde, na presença dos candidatos, se recolheram de imediato mais assinaturas que o mínimo exigido por lei (pouco mais de trezentas assinaturas) ”.

Estas assinaturas foram validadas a 19 de Agosto no Tribunal de Redondo o que levou a que João Nabais apresentasse recurso no Tribuna Constitucional.

No dia 11 de Setembro, o TC rejeita “a candidatura do Grupo de Cidadãos Eleitores denominado «MUDA – Movimento Unidade Desenvolvimento de Alandroal», à Câmara Municipal de Alandroal e Assembleia Municipal, no âmbito das próximas eleições autárquicas que terão lugar a 29 de setembro”.

No mesmo comunicado emitido esta quinta-feira pode ler-se que “o MUDA vai recorrer desta decisão por todos os meios ao seu alcance”.