MAU TEMPO: OLIVICULTORES DA REGIÃO PERDEM MILHARES DE ÁRVORES

OlivicultoresA Associação de Olivicultores da Região de Elvas promoveu, nesta quarta-feira dia 23, uma reunião na sua sede, com o objetivo de avaliar os prejuízos nos olivais, na sequência do mau tempo dos últimos dias.

João Maria Falcão, presidente da associação, referiu que “os prejuízos são muito superiores ao previstos no início desta semana”. Segundo José Pinheiro, da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo, “os prejuízos, na parte do olival, são mais significativos, mas há outro tipo de prejuízos nas edificações agrícolas, que têm igualmente de ser contabilizados”. José Pinheiro referiu que “as medidas a ser tomadas passam por recorrer ao PRODER – Restabelecimento do Potencial Produtivo”.

Olivais estão comprometidos

Da parte dos olivicultores, a preocupação “é muito grande”. Francisco Ponte Romão, olivicultor em Campo Maior, estima ter perdido “cerca de 8 mil árvores”, sendo que “a próxima campanha está totalmente comprometida”. Catarina Garcia, da Empresa Olivais do Sul, com área de olival localizada entre Elvas e Campo Maior, fez uma avaliação do prejuízo “superior a 30 por cento”.