Assinala-se Hoje o Dia Mundial do Ritmo Cardíaco

coraoAssinala-se Hoje o dia Mundial do Ritmo Cardíaco, data que serve de alerta para a arritmia mais comum, a fibrilhação auricular, que causa um em cada cinco acidentes vasculares cerebrais e afecta cerca de 120 mil Portuguese.

Esta arritmia acontece quando o apêndice auricular esquerdo (uma pequena cavidade do coração que, tal como o nome indica, está anexa à aurícula esquerda) perde a sua capacidade de contracção e o sangue estagna no seu interior podendo formar trombos (coágulos).

Os AVC’s resultam do bloqueio súbito de artérias cerebrais por trombos que se libertaram do apêndice auricular para a corrente sanguínea. Inúmeros estudos demonstram que mais de 90% dos trombos formados em doentes com fibrilhação auricular têm origem neste apêndice.

Existe hoje um dispositivo inovador, O Watchman, indicado para doentes que não podem ser medicados com anticoagulantes orais. O dispositivo Watchman permite encerrar o apêndice auricular e eliminar a possibilidade de formação de trombos a partir desta cavidade.

Estudos recentes demonstram que o dispositivo Watchman da Boston Scientific, diminui 75% do risco de acidente vascular cerebral (AVC) em doentes com fibrilhação auricular, uma das principais complicações desta arritmia cardíaca e vulgarmente conhecida como “trombose cerebral”. É a única solução
disponível para quem não pode ser medicado com anticoagulantes orais o que em Portugal corresponde a uma população de cerca de 9 mil doentes.

Assinala-se Hoje o dia Mundial do Ritmo Cardíaco, data que serve de alerta para a arritmia mais comum, a fibrilhação auricular, que causa um em cada cinco acidentes vasculares cerebrais e afecta cerca de 120 mil Portuguese.

Esta arritmia acontece quando o apêndice auricular esquerdo (uma pequena cavidade do coração que, tal como o nome indica, está anexa à aurícula esquerda) perde a sua capacidade de contracção e o sangue estagna no seu interior podendo formar trombos (coágulos).

Os AVC’s resultam do bloqueio súbito de artérias cerebrais por trombos que se libertaram do apêndice auricular para a corrente sanguínea. Inúmeros estudos demonstram que mais de 90% dos trombos formados em doentes com fibrilhação auricular têm origem neste apêndice.

Existe hoje um dispositivo inovador, O Watchman, indicado para doentes que não podem ser medicados com anticoagulantes orais. O dispositivo Watchman permite encerrar o apêndice auricular e eliminar a possibilidade de formação de trombos a partir desta cavidade.

Estudos recentes demonstram que o dispositivo Watchman da Boston Scientific, diminui 75% do risco de acidente vascular cerebral (AVC) em doentes com fibrilhação auricular, uma das principais complicações desta arritmia cardíaca e vulgarmente conhecida como “trombose cerebral”. É a única solução
disponível para quem não pode ser medicado com anticoagulantes orais o que em Portugal corresponde a uma população de cerca de 9 mil doentes.