“Banco de Terras” regista adesão significativa no Alentejo

BancoTerrasO governo tem vindo a preparar a implantação da criação em Portugal de um “Banco de Terras”. Os jovens que queiram dedicar-se à agricultura e não tenham terrenos poderão cultivar terras do Estado, no âmbito de um concurso lançado pelo Governo.

Este “Banco de Terras”, constituída por três mil hectares de terrenos espalhados por todo o País,  poderá também ser usada pelos proprietários de parcelas confinantes.

O “banco de terras” poderá ainda ser aumentada com terrenos particulares que estejam ao abandono, sendo os seus proprietários “convidados a colocar as suas terras nesta plataforma informativa”, beneficiando de um desagravamento fiscal”, ao nível do IMI rural. Francisco Murteira, director Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo, referiu à Rádio ELVAS que a adesão dos interessados ao projecto está a ser muito sastisfatória.

Ouvir aqui Francisco Murteira