Sessão de esclarecimento quanto à certificação do Boneco de Estremoz

estremozpaçoconcelhoO salão nobre dos Paços do Concelho de Estremoz recebeu esta quarta-feira, 13 de Junho, a primeira sessão de esclarecimentos do processo de certificação do Boneco de Estremoz, que desde o ano passado estão classificados como Património Cultural Imaterial pela UNESCO.
Teresa Costa, da Adere-Certifica, explicou aos artesão como decorre todo o procedimento de certificação. A 29 de junho, uma Comissão do IEFP vai analisar o caderno de especificações da produção de Bonecos de Estremoz, realizado pelo Museu Municipal, para de seguida, em caso de aprovação a autarquia registar no Instituto Nacional de Patente Industrial a denominação da produção sob a forma de indicação geográfica: “Bonecos de Estremoz”.

Só a partir desta data o termo “Bonecos de Estremoz” pode ser utilizado com intuitos comerciais, certificado pela Adere-Certifica.
A entidade certificadora passa a analisar os artesãos proponentes, produz o manual de certificação e emite as primeiras certificações, as quais, se tudo se desenvolver dentro dos prazos previstos, será ainda no presente ano.
O Boneco de Estremoz passa a ser a primeira produção a sul do Tejo a estar certificada e também a primeira com a classificação de Património Imaterial da Humanidade

.

Share on FacebookTweet about this on Twitter