Prisão preventiva para dois dos três suspeitos por falsificação de notas

Tribunal_560.jpgO tribunal de Elvas decretou prisão preventiva para dois dos três suspeitos de falsificação de notas na zona de Campo Maior.

De acordo com o ‘Correio da Manhã’, que cita fonte da agência LUSA, uma mulher, ficou com termo de identidade e residência.

Os dois homens com idades entre os 25 e 55 anos já possuíam antecedentes. E foram detidos a semana passada numa operação conjunta da Polícia Judiciária, autoridades Espanholas e a Europol.

Segundo a Polícia Judiciária, a investigação durou seis meses, resultou em nove buscas e na apreensão de mais de mil notas de “razoável qualidade” de 20 euros, 400 de 50 euros e 49 de 500 euros, num total superior a 67 mil euros.

A proximidade de Elvas com Espanha permitiu a passagem das notas falsas a diversos países como a Alemanha, França, Itália, , Bélgica, Estónia, Holanda e Suíça.

Share on FacebookTweet about this on Twitter