Cadeia de Évora vai receber reclusos do distrito com medida implementada pelo Governo

Imprisoned September 1, 2000
Imprisoned September 1, 2000

A cadeia de Évora passou a receber reclusos do distrito com medida implementada pelo Governo.

Os reclusos atualmente na cadeia de Évora irão desta forma ser recolocados, por motivos de centralidade geográfica, para um novo edifício a construir no Estabelecimento Prisional de Leiria para jovens.

Segundo um relatório do grupo de trabalho que concebeu a estratégia de modernização das cadeias e dos centros educativos para menores, o Governo quer, através da Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, acabar com a sobrelotação e diminuir o número dos atuais 13 749 reclusos para um máximo de 12 mil.

A Ministra  da Justiça, pretende assim libertar das cadeias cerca de 11% dos reclusos, num plano que prevê a reforma prisional para os próximos 10 anos, incluindo o Estabelecimento Prisional de Évora, destinado a alojar membros das forças de segurança e militares, que será reafecta aos presos do distrito.

No documento está previsto o alojamento de reclusos específicos, em que alberga 35 atualmente, faz com que os 220 condenados com residência no distrito de Évora estivessem a cumprir pena noutros distritos.

A reforma prisional terá um custo estimado de 400 milhões de euros, 252,9 milhões de euros destinados á construção de cinco novas prisões, prevê ainda manutenção de muitas das pequenas cadeias do interior do país e a extinção da cadeia feminina de Odemira, no distrito de Beja, por ter apenas 7 reclusas do distrito das 52 que alberga.

De acordo com o relatório, para esta situação, onde 30 das 52 reclusas são do distrito de Faro, será encontrado no Algarve um novo espaço.

Share on FacebookTweet about this on Twitter