Fernando Fitas, jornalista campomaiorense, vence prémio de Poesia

Sem TítuloFernando Fitas, jornalista natural de Campo Maior venceu a 33ª edição do Prémio de Poesia da Cidade de Ourense, na Galiza em Espanha, com a obra “Subversiva liturgia das mãos”.

Fernando Fitas referiu que a obra trata, do que as mãos podem fazer para transformar o mundo.

Este ano concorreram 29 textos escritos em galego e português e o prémio tem o valor de  6.000 euros mais a publicação da obra que se sagra vencedora.

O júri do concurso era composto por Luís González Tosar, poeta e presidente do Pen Club Galicia, Xurxo Alonso, poeta ganhador da edicão anterior, Edelmiro Vázquez Naval, poeta natural de Ourense, Sara Martiñá, professora de língua e literatura galegas, e María Hercília Agarez, em representação do Grémio Literário Vila Realense.

Share on FacebookTweet about this on Twitter